Beneficiários do INSS vão receber mais a partir de janeiro; Veja os valores

0

Com o reajuste anunciado, o teto do INSS vai para R$6.101,06. Anteriormente, o valor era de R$5.839

A partir do final de janeiro, nada menos que 35 milhões de brasileiros irão receber o reajuste de aposentadorias e demais benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A correção está fixada em 4,48%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) que corresponde à variação da inflação do ano passado.

Com o reajuste anunciado, o teto do INSS vai para R$6.101,06. Anteriormente, o valor era de R$5.839. O novo teto começa a ser pago com a folha de benefícios de janeiro. Quem recebe acima do piso, o governo começa a realizar os depósitos entre 3 e 7 de fevereiro.

Já os beneficiários que ganham um salário mínimo terão suas rendas atualizadas em duas etapas. A primeira será na folha de janeiro, que é paga entre 27 de janeiro e 7 de fevereiro. O valor depositado é de R$ 1.039. A segunda é na folha de fevereiro, paga de 19 de fevereiro a 6 de março. O valor depositado aqui será de R$1.045.

O Jornal Agora, do Uol, simulou o efeito da correção sobre faixas salariais entre R$ 998 e R$ 5.839,45, que representam o piso e teto da Previdência, respectivamente. Sendo assim, os segurados com diversos perfis de remuneração podem comparar, por aproximação qual será o impacto do reajuste sobre os benefícios.

Veja a seguir quanto você receberá de benefício tendo como referência o valor aproximado do que era recebido no ano passado (2019):

Vale destacar que:

  • Os beneficiários (aposentados e pensionistas com até 64 anos têm desconto do IR a partir de R$ 1.903,98);
  • No aniversário de 65 anos, passa a valer o direito de uma cota extra de isenção e o desconto começa a partir de R$ 3.807,96. A regra, no entanto, não é válida, por exemplo, para uma renda recebida pelo aposentado de um aluguel. Fonte: Notícias concursos


Campartilhe.

Comentários desativados.