Bispo de Campos dos Goytacazes, RJ, divulga orientações para a Festa de Corpus Christi

0

A data será comemorada com a celebração da Santa Missa, nas paróquias, que transmitirão a celebração pelas redes sociais, sem a presença dos fiéis.

Uma das datas mais simbólicas para a Igreja Católica, a Solenidade de Corpus Christi será celebrado no dia 11 de junho, de modo diferenciado devido à pandemia do novo covonavírus. Diante da necessidade do distanciamento social, a fim de evitar aglomerações o Bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrerìa Paz, divulgou orientações para os sacerdotes e fiéis de toda a Diocese de Campos. A data será comemorada com a celebração da Santa Missa, nas paróquias, que deverão transmitir a celebração pelas redes sociais, sem a presença de fiéis, como já está sendo realizado a pouco mais de dois meses.

De acordo com Dom Roberto as paróquias, da região central de Campos, estão se organizando para a realização com o passeio do Santíssimo Sacramento em carro aberto, onde irá percorrer um itinerário maior este ano. O início da transladação do Santíssimo será no Santuário de Adoração Eucarística, na Praça Tiradentes, no Centro da cidade. “Meus caros irmãos diocesanos se aproxima a grandiosa festa de Corpus Christi, o Santíssimo Corpo e Sangue do Senhor. E que neste ano terá restrições em razão da pandemia. Haverá sim, um carro decorado, na área do Centro. Não terá a procissão do povo, por isso haverá um itinerário mais abrangente”, afirmou Dom Roberto.

Segundo o Bispo de Campos as paróquias estão autorizadas a realizar passeios, com trajetos menores e dentro do território paroquial, com o Santíssimo Sacramento, mas sem aglomerações ou acompanhamento de carros, em formato de carreata. “Nós teremos as carreatas menores das Paróquias, que terão simplesmente um carro com o Santíssimo Sacramento, e certamente limitado ao perímetro da paróquia. Já falamos da necessidade de evitar todo o tipo de aglomeração, que seja um sinal Eucarístico”, declarou o bispo.

Pandemia – No dia 20 março de 2020, a Diocese de Campos, por meio do nosso Bispo Dom Roberto Francisco, suspendeu a participação de fiéis durante a Santa Missa. A decisão foi tomada considerando a comunhão com os arcebispos das Províncias de São Sebastião do Rio de Janeiro, da Província de Niterói e a comunhão com a Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianey. Segundo o comunicado, as celebrações devem ser transmitidas, dentro das possibilidades da paróquia pelas redes sociais.

Para Dom Roberto, a piedade popular é importante, mas acredita na participação das pessoas pelas redes sociais, mas também pelas janelas das residências. “A Festa de Corpus Christi é o testemunho público da presença real, substancial e verdadeira do Jesus Eucarístico. Portanto, é adequado o grandioso sinal do Santíssimo Sacramento percorrendo as ruas, Ele basta por si só. Claro, que a piedade popular é importante porque mostra a fé do povo, mas sem dúvida o nosso coração estará desde as janelas, balcões e portas. Expressaremos o grande amor que temos a Jesus Eucarístico”, finalizou Dom Roberto.

História – A Solenidade em honra ao Corpo do Senhor – “Corpus Chisti” –, que hoje celebramos na quinta-feira após a oitava de Pentecostes, mais precisamente depois da festa da Santíssima Trindade, é oficializada somente em 1264 pelo Papa Urbano IV. Como bem sabemos, Deus costuma se revelar aos humildes e pequenos, e Ele se utilizou de uma simples jovem para lhe revelar a festa de Corpus Christi. Segundo os registros da Igreja, Santa Juliana de Cornillon, em 1258, numa revelação particular, teria recebido de Jesus o pedido para que fosse introduzida, no Calendário Litúrgico da Igreja, a Festa de Corpus Domini.

Fonte: Ascom Diocese Campos*

Campartilhe.

Comentários desativados.