Governo Federal alerta para tempestades nos estados da região Sudeste nos próximos dias

0

O aviso conjunto é resultante de metodologias de previsão e aponta a possibilidade de desastres naturais como enchentes

Órgãos do Governo Federal alertam para a possibilidade de chuvas intensas e altos acumulados de precipitação nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais (leste e sudeste), Rio de Janeiro e São Paulo (nordeste e litoral norte) até a próxima quarta-feira (4).

O alerta conjunto foi emitido pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Serviço Geológico Brasileiro (CPRM), Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe) e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

O aviso conjunto é resultante de metodologias de previsão e aponta a possibilidade de desastres naturais como enchentes, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra e corridas de solo. O detalhamento das áreas mais atingidas pelos temporais será feito por meio da atualização meteorológica sempre que necessário.

Em decorrência da grande quantidade de alertas com nível elevado de previsão de desastres emitidos desde a última quinta-feira (27), a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), elevou o status de operação do Cenad para estágio de atenção. Dessa maneira, o Centro já articula com órgãos do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (SINPDEC) eventuais ações de preparação a possíveis ocorrências de desastres naturais. O regime de atenção faz parte da Operação Chuvas de Verão 2020.

Na manhã de hoje (28) já foi realizada uma videoconferência com as agências federais e órgãos estaduais de Defesa Civil. A ação integra um inovador procedimento adotado pela Defesa Civil Nacional na articulação e integração das agências federais produtoras de informações, previsões, avisos e alertas para integrar os dados. Além disso, permite uma atuação articulada entre o Governo Federal e os estados e municípios com possibilidades de serem afetados.

Orientações

As agências federais orientam as Defesas Civis dos estados e municípios a remeterem o alerta aos demais órgãos que compõem seus sistemas de proteção e defesa civil, além de compartilharem as informações com institutos locais de previsão de clima e tempo. Além disso, caberá às Defesas Civis que atuam nas localidades o envio de alertas aos gestores municipais e às populações vulneráveis.

As pessoas que moram em áreas de risco ou que já tenham registrado desastres anteriormente devem procurar os órgãos locais de defesa civil para ter acesso ao plano de contingência para suas regiões. É importante conhecer as rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio ao desastre.

Alertas via SMS

A Defesa Civil atua constantemente enviando alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais, assim como para a população, por meio de SMS nos celulares e mensagens nas TVs por assinatura. Os moradores de estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os avisos pelo celular, devem fazer a inscrição.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP para o número 40199. De imediato, a seguinte mensagem confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP.

Já os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio. Fonte: Governo Federal

Campartilhe.

Comentários desativados.