Médicos da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, RJ, em greve a partir desta terça-feira

0


Categoria diz que decisão foi tomada pela falta de ‘sensibilidade’ da Prefeitura

Ainda não há informações como será o atendimento de emergência e urgência durante o período da paralisação.

Médicos da rede municipal de Saúde de Campos entraram em greve na noite desta terça-feira (18/02). Em carta publicada no portal SOS Saúde Campos, Movimento Unificado de Valorização dos Servidores da Saúde, eles explicam que o movimento acontece porque a Prefeitura não atende as reivindicações da categoria. Essa é a segunda vez que a categoria paralisa as atividades em sete meses. A decisão de greve foi tomada durante assembleia realizada no último dia 11, no auditório da Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos, José Roberto Crespo todo o serviço de urgência e emergência dos Hospitais Geral de Guarus (HGG), Ferreira Machado (HFM) vão ser mantidos, assim como os postos 24h.

“Não vai haver contingenciamento nesses serviços. Já nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), as consultas agendadas não serão realizadas. Estamos trabalhando em as condições inadequadas para o médico e da população. Queremos que elas sejam melhoradas como pias, mobiliários”, disse José Roberto Crespo que acrescentou que na tarde desta quinta-feira, aconteceu no Ministério Público uma audiência, mas que não teve negociação.

“Pedimos ao procurador uma audiência com o Prefeito, para resolver a questão”, finalizou

Abaixo na íntegra a carta assinada pelos médicos da Prefeitura.

Queridos cidadãos campistas,

Neste dia 18 de fevereiro de 2020, terça feira, nós, médicos da Prefeitura Municipal de Campos, iniciaremos mais uma greve motivados pela falta de sensibilidade da Prefeitura em atender nossas reivindicações.

Por mais uma vez em menos de um ano, seu atendimento não será realizado por alguns, ou talvez por muitos de nós.
Mas essa luta não é só nossa. ? sua também.
Nós médicos passamos muito tempo sendo coniventes com condições de trabalho miseráveis e inaceitáveis, salários defasados e desvalorização profissional.

E você já faz tempo que sente na pele o mau atendimento decorrente dessa precariedade generalizada e do desrespeito à sua dignidade enquanto paciente e cidadão.
Você é nossa maior testemunha: quantas vezes nos viu trabalhar sem ar condicionado ou ventilador, quantas vezes percebeu mofo nas paredes, consultórios improvisados, quantas vezes foi colocado em macas improvisadas nos corredores, sem lençol descartável e quantas outras teve que usar um roupão já usado por outro paciente, situação constrangedora e absolutamente abusiva?

Quantas vezes você teve que pagar na rede privada por uma consulta ou um exame porque na rede pública não conseguiu?
Sabemos que você é quem mais sofre neste momento, mas rogamos por sua compreensão e que você some sua indignação à nossa, para lutarmos juntos por uma saúde melhor.

Médicos da Prefeitura Municipal de Campos dos Goytacazes.

O Site Ururai aguarda uma posição da Prefeitura de Campos Fonte: Ururau

Campartilhe.

Comentários desativados.