Mulher é internada em Miracema, no RJ, com suspeita de intoxicação após consumir cerveja.

0

Hospital emite nota sobre o caso.

Uma mulher, de 29 anos, cuja identidade não foi divulgada, está internada no Hospital Filantrópico de Miracema, no noroeste fluminense, com suspeita de intoxicação após ingerir em um bar de Macaé, no Norte Fluminense, um dos tipos da cerveja Backer, cuja empresa responsável é investigada em Minas Gerais por falha no processo de fabricação.

Segundo o jornal Notícia Urbana a paciente contou aos médicos que consumiu uma das marcas da cervejaria, a ‘Capitão Senra’, na semana passada na Praia dos Cavaleiros e que sentiu depois forte dor de cabeça e enjoo.

Ao chegar em Miracema, onde mora a família, a mulher procurou atendimento e foi internada. Os médicos solicitaram exames e investigam se houve intoxicação pelo mesmo componente químico que matou três pessoas em Minas Gerais e causou a intoxicação e internação de outras 18.

Na terça-feira (14), a diretora executiva da Backer, Paula Lebbos, pediu que ninguém consuma a marca. Testes feitos em laboratório pela Polícia Civil identificaram a presença do anticongelante ‘dietilenoglicol’ em tanques de produção anterior ao processo de fermentação, e acreditam que a substância tóxica pode ter contaminado toda a cerveja produzida pela empresa. A fábrica está interditada desde a sexta-feira (10).

O Diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Ministério da Agricultura, Glauco Bertoldo, informou que são consideras três hipóteses para a contaminação: sabotagem, vazamento ou uso incorreto do éter de glicol para resfriar a produção.

De acordo com a presidente da Sociedade Mineira de Nefrologia, Lilian do Carmo, os primeiros sinais de intoxicação por dietilenoglicol são dores abdominais, náuseas e vômitos. Depois, os sintomas da síndrome nefroneural evoluem para alterações neurológicas e insuficiência renal. O tratamento é feito no hospital, com uso de etanol como antídoto. Fonte: Noticia Urbana

NOTA DO HOSPITAL DE MIRACEMA

O Hospital de Miracema (HM) informa que, no dia 15 de janeiro de 2020, deu entrada neste nosocômio, uma paciente relatando ter ingerido, há 15 (quinze) dias, bebida alcoólica produzida por uma cervejaria que, segundo notícia veiculada em toda mídia nacional, vem causando alguns casos de intoxicação exógena por possível contaminação. Após avaliação clínica e realização de exames laboratoriais, a equipe médica do HM manteve a paciente em observação e por não haver qualquer alteração nos exames e no quadro clínico optou-se pela alta hospitalar sob orientação médica.

Campartilhe.

Comentários desativados.