PMs são afastados do trabalho por suspeita de novo coronavírus no RJ

0

Porta-voz da corporação, coronel Mauro Fliess, confirmou a informação, mas não divulgou quantos militares podem estar com a covid-19.

Policiais militares foram afastados dos trabalhos nas ruas por suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. O porta-voz da PM, coronel Mauro Fliess, confirmou, nesta quinta-feira (26), que há casos de militares em investigação, sem divulgar o número de agentes que precisaram de licença médica no Estado, onde há registro de nove mortes e 421 casos de covid-19.

Em entrevista ao Balanço Geral RJ, Fliess ainda comentou que a informação de que houve uma baixa de 300 agentes com suspeita da doença não é oficial.

Ele também destacou que os médicos que atendem à Polícia Militar são capacitados para lidar com os casos de novo coronavírus:

\\”Temos sim policiais militares com suspeita. No entanto, não são dados não oficias. O nosso número é estratégico, que vem sendo comunicado à Secretaria de Saúde. Um importante recado para a tropa é que os oficiais do quadro de saúde estão empenhados em se articular nas clínicas da corporação para atuar tanto no atendimento como na prevenção\\”.

Além disso, como forma de prevenção ao novo coronavírus dentro dos batalhões, o porta-voz da PM anunciou que a corporação recebeu 1200 litros de álcool em gel recentemente. Segundo Fliess, o governo estadual já aprovou uma verba emergencial para a compra de mais 50 mil litros do produto essencial no combate ao vírus, além de 900 mil máscaras.

Para o trabalho dos policiais militares nas ruas, o infectologista Edimilson Migowski orientou o uso de máscaras em caso de abordagens mais próximas, quando não for possível respeitar o distanciamento de cerca de um metro.

Nas redes sociais, a Polícia Militar divulgou um vídeo hoje no qual mostra um policial higienizado a viatura como sendo uma das ações preventivas em meio à pandemia. Fonte: R7.com

Campartilhe.

Comentários desativados.