Porciúncula, RJ, decreta situação de emergência após cheia do rio Carangola

0

Decreto 2.000/2020 foi assinado na noite deste domingo (26) pelo prefeito de Porciúncula, Leo Coutinho.

O prefeito de Porciúncula, no Noroeste Fluminense do RJ, Leo Coutinho, assinou, na noite deste domingo (26), o decreto 2.000/2020 que declara situação de emergência na cidade por conta das chuvas que afetam o município desde o dia 21 de janeiro e das cheias registradas a partir da tarde de sexta-feira (24).

As inundações atingem, segundo a Prefeitura, 85% do território, deixando submersos bairros como o Centro, Operário, Ilha, João Braz, Nova Caeté, Nossa Senhora da Penha, Barra e Olívia Peres. Nessas regiões foram atingidas cerca de 4.500 pessoas.

Um homem morreu na enchente no Centro de Porciúncula, a única morte confirmada entre as oito cidades do Norte e Noroeste do Rio que passam pelas cheias. Em Itaperuna, um jovem que pulou no rio Muriaé com outros três amigos ainda é procurado.

“O decreto 2.000/2020 relata a ocorrência do desastre, sendo favorável à declaração de emergência em nível 02, conforme previsto na Instrução Normativa 02/2016 do Ministério da Integração Nacional”, explica a Prefeitura.

O município explica que o rio Carangola chegou ao ápice na madrugada de sábado, alcançando o nível de 8,22 metros, sendo a cota de transbordo de 5,20m. Essa é considerada a maior enchente da história da cidade. Desde a manhã deste domingo a água baixa lentamente. Até a última medição, às 19h30, o nível do rio estava em 6,38m. Fonte: G1

Campartilhe.

Deixe Um Comentário