Portal dos procurados pede informações sobre os envolvidos na morte de policial militar no Jacarezinho em 2017

0

O Portal dos Procurados divulga nesta quinta-feira, dia 15/08, cartaz para ajudar ao Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pelo Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital – DH/Capital e pelo Grupo de Pronta Resposta da Subsecretária de Inteligência da PM/SEPMERJ (GPRI), com informações que possam levar as prisões de Sandra Helena Ferreira Gabriel, de 54 anos,

Adriano de Souza Freitas, o Chico Bento, de 37 anos e Felipe Ferreira Manoel, o Fred do Jacarezinho, de 34. Todos são ligados a facção Comando Vermelho e fazem parte da liderança do tráfico de drogas da Favela do Jacarezinho, Jacaré, Zona Norte do Rio, junto com traficante Marcus Vinícius da Silva, o Lambari. Sandra, Chico Bento e Fred, já são considerados foragidos da Justiça. 

Eles são os principais suspeito de envolvimento na morte do Soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro Michel de Lima Galvão, de 32 anos, no Jacarezinho, em 2017. Ele morreu na quarta-feira (22/07) após ter sido atingido por um tiro durante um tiroteio na comunidade, na Zona Norte do Rio. Outro militar também ficou ferido na ação.

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), a troca de tiros ocorreu na noite terça-feira (21). O soldado Michel chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pela manhã.

No mesmo confronto com criminosos, outro soldado foi baleado no rosto, mas sobreviveu ao ataque dos traficantes.

O soldado Galvão estava há 14 anos na PM do Rio de Janeiro. Ele foi o 19º PM assassinado no Rio em 2017.

Em 2007, Sandra Sapatão chegou a ser considerada como um dos dez bandidos mais procurados do estado e, em 2010, era a única mulher presa em um presídio federal de segurança máxima. Em liberdade, após cumprir pena, ela saiu em 11/07/2016, do Patronato Magarino Torres, e está sendo procurada novamente pela Policia do Rio, pelo envolvimento na morte de um policial.

Chico Bento preso em abril de 2016, por Policiais do Batalhão de Choque, em operação na comunidade do Jacarezinho, Zona Norte. Preso, ficou à disposição da Justiça para cumprir sua pena. Após ganhar o beneficio do regime semiaberto, saiu do Instituto Penal Edgard Costa, no dia 23/03/2018, e não mais retornou a sua unidade prisional, e está na condição de Evadido do Sistema Penitenciário. Ele é considerado o responsável pela ordem dos ataques recentes às UPPs locais.

Fred foi preso, em 2014, por agentes do Bope (Batalhão de Operações Especiais), COE (Comando de Operações Especiais), BAC (Batalhão de Ação com Cães) e Batalhão de Choque que faziam operações na área com objetivo de reprimir o tráfico de drogas. Ele também está na condição de Evadido desde 31/12/2017, quando recebeu o beneficio de Indulto de Natal, do Instituto Penal Edgard Costa, e não mais retornou a sua unidade prisional. Fred é considerado com uma das principais lideranças do Jacarezinho.

E em decisão exarada pela Justiça, a pedido da Autoridade Policial da DH/Capital Delegado Drº Marcelo Carregosa, foi expedido mandado de prisão pela 2ª Vara Criminal da Capital, Nº do Mandado de Prisão: 0152045-20.2019.8.19.0001.01.0003-04/Prisão Preventiva, pelo crime de Homicídio Qualificado (Art. 121, § 2º – CP), I, III, V E VII C/C Crime Tentado (Art. 14, II, Cp). E Associação Para a Produção e Tráfico e Condutas Afins (Art. 35 – Lei 11.343/06) C/C Aumento de Pena Por Tráfico Ilícito de Drogas (Art. 40 – Lei 11.343/2006), IV N/F Concurso Material (Art. 69 – Cp).

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos na morte do SD Michel, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pela DH e PMERJ, encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de Agentes de Segurança no Rio. Fonte: Ascom


Campartilhe.

Comentários desativados.