Tenente-coronel da PM lotado em Macaé morre por Covid-19

0

Oficial era subcomandante de administração do 32º Batalhão de Polícia Militar.

Após dias internado e com diagnóstico da Covid-19, o tenente-coronel da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) Fernando Estevam Pereira, de 50 anos, morreu nesta segunda-feira (25/05), no Hospital Central da Polícia Militar. O oficial da PM era subcomandante de administração do 32º Batalhão de Polícia Militar de Macaé.

O subcomandante tinha comorbidades, como: pressão alta e problemas respiratórios. Muito querido por todos os colegas de farda, onde deixa corações desolados. O tenente-coronel Estevam deixa esposa e duas filhas.

Em nota de pesar, a PMERJ informou que:

“Notificamos o primeiro caso de falecimento resultante da COVID-19 de um policial lotado no 32º BPM. Trata-se do TENCEL PM 58.832 FERNANDO ESTEVAM PEREIRA, Sub Comandante ADM da nossa Unidade, O Oficial se encontrava internado na UTI do Hospital Central da Policia Militar (HCPM), aonde veio a falecer na data de hoje\\”.

Depoimentos de amigos de farda

O major Leonardo Nogueira relatou nas redes sociais a grande perda.

“Perder amigos é sempre doloroso. Perder um amigo como o Chefe Estevam, como carinhosamente o chamava, doe muito mais. Sentirei muita falta de nossas conversas profissionais na área da logística a qual o senhor era um grande conhecedor, mas principalmente nas conversas extras profissionais. Seus estudos do dedilhado na aula de violão, seu conhecimento em mecânica de automóveis, suas explicações sobre o funcionamento dos caças da força aérea americana, suas habilidades em eletro eletrônica, as dicas de jogos de videogame para meus filhos as compras pela internet e suas mensagens zoando os flamenguistas. Oh!! Chefe Estevam. O senhor fará muita falta. Nosso coração está triste. Infelizmente o Covid 19 interrompeu sua vida como brilhante pai, esposo, filho, irmão, amigo de todos, excelente Policial Militar. Não ouvirei mais: \\”Nogueirinha dá um beijo na família!\\” Fica em nossa memória as boas lembranças de alguém que só fazia o bem para o próximo. Obrigado por tudo Chefe Estevam. Que Deus conforte o coração de toda família que sofre a dor dessa perda”, declarou o major.

O tenente-coronel, ex comandante do 8°BPM, Fabiano Santos relembra de bons momentos juntos quando ingressaram na PMERJ.

O tenente-coronel Estevam é um grande amigo, ele era da minha turma de oficiais, ele se formou comigo passando três anos juntos na academia, temos fotos. Um grande amigo, grande perda, entrou na Políica Militar comigo, se formou comigo. Entramos na Academia de Polícia Militar Dom João VI em 1996 e saímos aspirantes oficiais em 1 de dezembro de 1998. Uma grande perda.

O comandante do 8ºBPM de Campos, Luiz Henrique também falou da grande partida tão precoce do tenente-coronel.

“Eu era veterano dele de escola. Uma pessoa dócil, amigo, família e um grande profissional”, destacou o comandante.

A cabo PM, Samara também ressaltou sobre a pedra e disse que o subcomandante era um ser humano incrível.

“Um chefe justo, bom marido e um pai apaixonado pelas suas filhas. Um amigo para todas as horas. Inteligente, dono de uma conversa agradável, ela amava bater papo. Sempre com um vídeo motivacional. Uma grande perda. Uma saudade”, ressaltou a cabo PM.

Fonte: Ururau

Campartilhe.

Comentários desativados.