Tribunal de Justiça do Estado vai abrir um novo edital de concurso público

0

Concurso TJ RJ 2020: definida a banca contrato com o CESPE é assinado!

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro vai abrir um novo edital de concurso público (Concurso TJ RJ) este ano. A expectativa de abertura do edital só cresce, uma vez que o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos Universidade de Brasília (CEBRASPE) assinou o contrato para organizar o certame. A taxa de inscrição custará R$80 para técnicos e R$100 para analistas.

A empresa foi escolhida através de dispensa de licitação. O documento foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro do dia 09 de janeiro. A expectativa é que o órgão receba 80 mil inscritos.

A expectativa é que o edital seja publicado ainda em janeiro. As provas devem ser aplicadas até junho. Os candidatos ao cargo de técnico, de nível médio, serão avaliados por prova objetiva, enquanto os candidatos de nível superior serão submetidos a exames objetivo, discursivo e de títulos.

No dia 08 de novembro, o órgão publicou o regulamento do certame no Diário da Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com a publicação, assinada pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio de Mello Tavares, devido a viabilidade técnica e orçamentário-financeira será realizado concurso público para a reposição de pessoal efetivo.

O edital do concurso TJ-RJ está confirmado para os seguintes cargos:

Técnico de Atividade Judiciária – sem especialidade, do grupo nível médio;

Analista Judiciário – sem especialidade, do grupo nível superior;

Analista Judiciário – especialidade Contador, do grupo gestão;

Analista Judiciário – especialidade Execução de Mandados, do grupo judicial;

Analista Judiciário – especialidade Psicólogo, do grupo assistencial;

Analista Judiciário – especialidade Assistente Social, do grupo assistencial;

Analista Judiciário – especialidade Comissário de Justiça da Infância, da Juventude e do Idoso, do grupo judicial;

Analista Judiciário – especialidade Médico, do grupo assistencial;

Analista Judiciário – especialidade Médico Psiquiatra, do grupo assistencial;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Negócios, do grupo tecnologia da informação;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Infraestrutura, do grupo tecnologia da informação;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Projetos, do grupo tecnologia da informação;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Segurança da Informação, do grupo tecnologia da informação;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Sistemas, do grupo tecnologia da informação;

Analista Judiciário – especialidade Analista de Gestão de TIC, do grupo tecnologia da informação;

De acordo com o documento, o quantitativo de vagas disponíveis para provimento dos cargos será discriminado nos Editais dos concursos. Os concursos serão compostos pelas etapas I, IV e V, cabendo ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro a definição, quando da publicação dos respectivos Editais, de inclusão das etapas II e III:

I – prova objetiva de conhecimentos técnicos, de natureza eliminatória e classificatória;
II – prova discursiva, de natureza classificatória e eliminatória;
III – exame de títulos, para cargos de nível superior, de natureza classificatória;
IV – comprovação de sanidade física e mental, de natureza eliminatória; e
V – comprovação dos requisitos à investidura no cargo, de natureza eliminatória.

O presidente do órgão, desembargador Claudio de Mello Tavares, disse que o edital está previsto para ser publicado em dezembro ou janeiro de 2020. As informações foram passadas ao site Folha Dirigida.

“O edital deverá ser publicado dezembro ou, no máximo, em janeiro. O concurso (as provas) será realizado no primeiro semestre de 2020”, disse o presidente.

Na ocasião, o desembargador também confirmou a oferta e os cargos que serão contemplados no concurso. Segundo ele, serão oferecidas 100 vagas imediatas. “Cerca de 100 vagas serão distribuídas entre as carreiras de técnico e analista. A distribuição ainda está em estudo”, disse o presidente ao site Folha Dirigida.

O salário de técnico chega a R$5.556,06, sendo composta por vencimento de R$3.870,06, auxílio-alimentação de R$1.290 e auxílio-locomoção de R$396 (R$18 por dia útil, considerando 22 dias úteis de trabalho).

Já o salário de analista é de R$8.059,89, sendo R$6.373,89 de salário-base, R$1.290 de auxílio-alimentação e R$396 de auxílio-locomoção (R$18 por dia útil, também considerando 22 dias úteis).

A exceção dos salários é o cargo de analista de execução de mandados, que tem ganhos de R$9.072,05 e recebe também a Gratificação de Atividade Externa (GAE). O valor representa 30% sobre o vencimento oferecido ao cargo, de R$1.912,16.

Além dos salários, os profissionais contarão com plano de saúde e auxílios-creche ou educação, no valor de R$1.238,11.

O Concurso TJ RJ 2020

Mesmo nomeando aprovados do último concurso, o TJ-RJ não vai suprir o elevado número de cargos vagos. Atualmente o órgão tem 3.510 postos vagos de serventuários. Números de dezembro de 2018 mostram que os cargos de Analista e Técnico são os mais prejudicados pela falta de servidores.

A carreira de Técnico conta com nada menos que 890 cargos vagos. O quantitativo de vacâncias de Analista é quase três vezes maior, com 2.620 cargos vagos.

Último Concurso TJ RJ

O último concurso do Tribunal de Justiça-RJ foi divulgado em 2014, quando contou com 90 vagas para o cargo de Técnico, com requisito de ensino médio. Na época, a remuneração foi de R$ 3.518,13, além de benefícios, com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

São atribuições do cargo de Técnico de Atividade Judiciária sem especialidade (código TAJ) do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro: Praticar os atos necessários ao impulsionamento oficial dos processos judiciais e administrativos, observando os comandos e rotinas automatizadas, disponibilizados pelos sistemas e a normatização interna do Poder Judiciário.

A prova objetiva do concurso foi composta por 100 questões de múltipla escolha, cada uma com cinco alternativas. As avaliações contaram com questões de Língua Portuguesa (30), Raciocínio Lógico Matemático (10), Noções de Direito Administrativo e Constitucional (10), Noções de Direito Processual Civil (15), Noções de Direito Processual Penal (15), Noções de Custas Judiciais (10), CODJERJ, Consolidação Normativa e Legislação Complementar (10).

As provas foram aplicadas nas cidades de Cabo Frio, Itaperuna, Nova Friburgo, Itaguaí, Vassouras, Campos dos Goytacazes, Volta Redonda, Duque de Caxias, Petrópolis, Niterói e Rio de Janeiro (capital).

Lotação dos aprovados

As vagas foram para provimento na Capital e Regionais de Madureira, Pavuna, Leopoldina, Bangu, Campo Grande e Santa Cruz, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim, e Alcântara, Paraíba do Sul, Petrópolis, Sapucaia, Teresópolis, Três Rios e Itaipava, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Japeri, Magé, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados, São João de Meriti, Nova Iguaçu-Mesquita e Vila Inhomirim, Barra do Piraí, Itatiaia, Porto Real-Quatis, Resende, Volta Redonda, Carapebus-Quissamã, Conceição de Macabu, Macaé, São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Engenheiro Paulo de Frontin, Mendes, Miguel Pereira, Paracambi, Paty do Alferes, Piraí, Angra dos Reis, Itaguaí, Mangaratiba, Parati, Rio Claro e Seropédica, Bom Jardim, Cachoeiras de Macacu, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Santa Maria Madalena, São Sebastião do Alto, Sumidouro, Trajano de Morais, Italva, Itaocara, Miracema, Porciúncula, Araruama, Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, Rio das Ostras, Saquarema, São Pedro D’Aldeia. Fonte: Notícias Concursos

Campartilhe.

Comentários desativados.